CONTATOS: (85) 99985-2646 Whats/TIM, (85) 98526-7171 OI, (85) 99168-5089 Claro, (85) 98187-4052 VIVO
   
  Imóveis para
Venda
Apartamento
Casa
Comercial
Terreno
Casa em Condomínio
 
 
Notícias
Links Úteis
 Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
7063 Informe o
código ao lado:
Notícias
 
04/02/2017
MInha casa minha vida.
Governo vai mudar Minha Casa Minha Vida e ampliar uso do FGTS para queimar estoques.
 

O governo federal prepara a criação da faixa 4 do programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV), destinado a famílias com renda mensal de até R$ 9 mil. Hoje, o limite é de R$ 6,5 mil. Os beneficiários deste novo segmento poderão comprar imóveis de até R$ 300 mil, utilizando financiamento com recursos originados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a juros anuais de 9,16%. Essa taxa é maior do que nas outras faixas do MCMV, que chegam a 8,16% ao ano. Entretanto, é mais atrativa do que os valores cobrados pelos bancos fora do programa, que vão de 10% a 14% ao ano.

A medida será anunciada na segunda-feira durante cerimônia às 15h30min, em Brasília, com a participação do presidente, Michel Temer, além de ministros e empresários. Outra novidade será a correção nos limites de renda nas demais faixas do programa em cerca de 6,5%, visando acompanhar a inflação. Com isso, a renda mensal máxima das famílias para enquadramento na faixa 1,5 deve subir de R$ 2,3 mil para aproximadamente R$ 2,6 mil; na faixa 2 de R$ 3,6 mil para R$ 3,9 mil; e na faixa 3 de R$ 6,5 mil para R$ 7,0 mil.

Esses números ainda estão sendo ajustados e arredondados pelo governo federal, podendo ter algumas alterações no anúncio de segunda-feira. Também não está confirmada se a correção abrangerá a faixa 1, válido para famílias com renda de até R$ 1,8 mil. Neste segmento, o imóvel é praticamente todo pago com dinheiro do Tesouro Nacional, ao contrário das demais faixas, que usam recursos do FGTS e do FAR.

O governo federal também subirá em 10% o preço máximo dos imóveis contratados pelo programa habitacional nas faixas 2 e 3. Dessa forma, os valores passarão de R$ 225 mil para R$ 250 mil nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. A última alteração nas faixas de renda e preços dos imóveis do Minha Casa Minha Vida ocorreu em outubro de 2015, ainda durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

As reformas no MCMV atendem a reivindicações de empresários do setor da construção. Os representantes dos principais sindicatos e associações reclamam que os valores dos imóveis no programa estão defasados, o que inviabiliza a realização de novos projetos nas cidades onde os terrenos são mais valorizados, como nas regiões metropolitanas.

Além disso, a aceitação de mais famílias dentro do MCMV ajuda a aliviar a crise no mercado imobiliário. Fora do programa, o financiamento para compra de moradias é mais caro, o que se tornou um dos principais responsáveis por esfriar as vendas de casas e apartamentos, bem como gerar distratos.

Estoques

O governo federal ainda estuda dar um empurrão nas vendas dos estoques das incorporadoras. Para isso, cogita aumentar o valor máximo dos imóveis que podem ser financiados com recursos do FGTS no mercado. O limite atual de R$ 950 mil, válido para São Paulo, Rio e Brasília, pode ir para um patamar entre R$ 1,2 milhão ou R$ 1,5 milhão.

Essa medida, porém, seria restrita para a compra de imóveis prontos no estoque das incorporadoras. Portanto, não incluiria unidades usadas, nas mãos de pessoas físicas. Além disso, permaneceria válida até serem liberados R$ 500 milhões do fundo. Depois disso, voltaria a valer o teto anterior, de R$ 950 mil.

 

 
 
Fonte: *Estadão Conteúdo
Outras Notícias
28
07
Capital cearense tem a maior área urbanizada do NE
[+] saiba mais
24
03
Obras e chaves entregues, e agora?
[+] saiba mais
04
02
Temer quer ampliar `Minha Casa` para renda de até R$ 9 mil
[+] saiba mais
14
02
​Porque utilizar corretor na venda de imóvel!?
[+] saiba mais
19
02
Mudanças para o uso do FGTS facilitam quem deseja adquirir seu imóvel.
[+] saiba mais
02
05
A capital do Ceará está entre os melhores destinos para se viajar em família em 2017
[+] saiba mais
02
05
Imóveis em Fortaleza se valorizam.
[+] saiba mais
03
05
BANCO DO BRASIL OFERECE NOVAS CONDIÇÕES PARA LINHA PRÓ-COTISTA.
[+] saiba mais
06
05
Caixa volta a suspender financiamento mais barato de imóvel
[+] saiba mais
30
05
Novo centro de comércio popular vai gerar 7,5 mil empregos em Fortaleza
[+] saiba mais
 
Voltar
O Corretor | Pesquisa Completa | Venda seu Imóvel | Notícias | Links Úteis | Fale Conosco
  Cesar Augusto Imóveis - CRECI 17264
Avenida Professor José Arthur de Cavalho, 2200
Lagoa Redonda – Fortaleza/CE
 
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias